Arquivo da tag: suco de clorofila

Cardápio da dieta de desintoxicação de três dias

Finalmente publico o cardápio da dieta de desintoxicação de três dias que fiz nos dias 11, 12 e 13 de fevereiro. Seguindo a sugestão da nutricionista responsável pela dieta, Natália Chede, vou colocar aqui não apenas o cardápio, mas também um texto introdutório falando sobre desintoxicação. Todo o material é de autoria da Natália Chede. Ah! E uma coisa bem importante: essa dieta de três dias funciona mais como um teste para o verdadeiro processo de desintoxicação, que é mais longo e deve ser feito com acompanhamento profissional.

==========================================

A importância de se desintoxicar

Desintoxicar significa deixar sair a toxina, desenvenenar.
A nossa saúde é altamente determinada pela capacidade do organismo de desintoxicar-se.
Cerca de 80% das doenças estão diretamente ligadas à ingestão e produção em excesso de substâncias que nosso corpo só poderia tolerar em pequenas doses, de vez em quando… porque os órgãos excretores necessitam de tempo para eliminá-las.
Até mesmo muitos distúrbios psicológicos podem ser transformados pela limpeza do organismo. A pele, os pulmões, o fígados, os rins e os intestinos são esses órgãos.
E o nosso corpo elimina as toxinas de diversas maneiras: através das fezes, da urina, dos mucos, da transpiração, da tosse, da expiração…
A quantidade de toxinas ingeridas e auto-geradas não deveria ultrapassar a nossa capacidade de se desintoxicar, e é muito importante, para isso, minimizar essa intoxicação e ao mesmo tempo favorecer o pleno funcionamento dos órgãos de eliminação.

Alimentos e hábitos que intoxicam o organismo

Mas, afinal, o que intoxica?
Nos intoxicamos diariamente através dos alimentos que ingerimos, da água que bebemos, do ar que respiramos, dos produtos que usamos na pele… e também através dos pensamentos que geramos, das emoções que vivemos, do estresse…
Agentes físicos que nos intoxicam: álcool, café, excitantes, açúcar branco, alimentos refinados, sal em excesso (principalmente o refinado), alimentos industrializados e acrescidos de aditivos químicos, grande quantidade de gordura e proteína animal (carnes e laticínios), alimentos produzidos com agrotóxicos, poluição atmosférica, cigarro…
Além disso, um baixo teor de consumo de fibras e líquidos (principalmente água) acaba por prejudicar o funcionamento do intestino e de outros órgãos excretores, dificultando a eliminação dessas toxinas.

Como se desintoxicar?

A alimentação correta tem como consequência saúde e bem estar.
E devemos lembrar que nos “alimentamos” também de pensamentos e emoções.
Por isso, devemos nos preocupar com o que ingerimos, como estamos digerindo e se estamos eliminando satisfatoriamente.
Consciência é um conceito normalmente relacionado à evolução espiritual, mas também pode e deve ser aplicado à alimentação.
Uma alimentação consciente, saudável e desintoxicante resulta em saúde do corpo e da mente, vitalidade, alegria de viver…
Não é a toa que quando uma pessoa está mal humorada, irritada, dizemos que está enfezada…
Os alimentos desintoxicantes favorecem a eliminação dos dejetos, mas também nutrem, vitalizam e rejuvenescem.
Então, quais são esses alimentos?
As sementes e grãos germinados, os brotos, as frutas e hortaliças (de preferência orgânicas), os cereais integrais, as leguminosas e as oleaginosas (castanhas, nozes etc – desde que novas ou hidratadas).
Além disso, é importante ingerir cerca de dois litros de água diariamente, evitando água de torneira, pois está cheia de produtos químicos utilizados no tratamento.

Outros hábitos importantes:

  • mastigar bem os alimentos, fazer as refeições com calma
  • evitar alimentar-se em excesso: a quantidade altera a qualidade
  • dar preferência aos alimentos orgânicos
  • após as 20h, fazer somente refeições leves
  • meditar
  • praticar atividade física, como yoga e caminhada
  • usar bucha vegetal durante o banho uma vez na semana
  • sempre que possível, banho de cachoeira ou de mar

O suco verde e suas propriedades terapêuticas

Alguns dos benefícios do suco são:

  • estimula a síntese de hemoglobina (tratamento da anemia)
  • purifica o sangue de impurezas, carregando os produtos tóxicos para fora da circulação e ativa os glóbulos brancos (defesa contra infecção)
  • na dieta da mulher grávida e no aleitamento, o suco fornece vitaminas e muitos minerais importantes
  • também é indicado no combate ao envelhecimento precoce

Outras receitas de sucos desintoxicantes

- Suco de abacaxi, broto e hortelã
Bata no liquidificador: 1 copo de água de coco natural (ou água mineral), 2 fatias grossas de abacaxi, 1 xícara de broto de alfafa e 1 punhado de folhas de hortelã fresca. Se necessário, pode coar, de preferência num coador de pano. Se quiser deixar o suco ainda mais benéfico, adicione 1 colher de chá de spirulina em pó e bata novamente no liquidificador, sem coar desta vez.

- Suco de frutas vermelhas e água de coco
Bata no liquidificador: 1 copo de água de coco fresca, meia xícara de morangos orgânicos e meia xícara de framboesa fresca ou congelada. Não precisa coar.

Cardápio para três dias de desintoxicação leve

- Primeiro e terceiro dias

1 copo de água (temperatura ambiente) com suco de meio limão (em jejum)

Desjejum
1 copo de suco desintoxicante

Lanche da manhã
2 bananas amassadas (ou 1 xícara de mamão picadinho) com 1 colher de sopa de farelo de aveia e 1 colher de sopa de farinha de linhaça

Almoço
Salada crua à vontade (mínimo 1 prato de sobremesa), temperada com limão e 1 colher de sopa de azeite de oliva extra-virgem
Legumes cozidos, de preferência no vapor (com exceção de batata inglesa)
Arroz integral
Feijão / lentilha / grão de bico

Lanche
1 copo de suco desintoxicante

Jantar
Salada crua (alface, rúcula, cenoura, repolho roxo, broto de alfafa, uva passa – opcional, tomate, salsinha, grão de bico cozido ou tofu picado)
*Se houver necessidade, incluir 1 fatia de pão 100% integral com azeite de oliva

ou

Creme de inhame com salsinha (cozinhar os inhames, bater no liquidificador com água, salsinha e sal marinho)

- Segundo dia: líquidos

Neste dia, ingerir apenas sucos desintoxicantes, 4 a 6 copos (desjejum, lanche – opcional, almoço, lanche, jantar e ceia – opcional)

Obs: se sentir fome ao longo do dia, comer frutas frescas.

Realizar caminhadas de no mínimo 30 minutos durante esses três dias, de preferência pela manhã após o suco desintoxicante. Se possível, praticar yoga ou alongamento.

O que evitar durante esses três dias:

  • farinhas refinadas
  • açúcar e doces
  • carnes
  • laticínios
  • frituras
  • alimentos prontos, congelados e enlatados
  • refrigerantes
  • café, chocolate e outros alimentos com cafeína

Dieta de desintoxicação – terceiro dia

Cheguei ao final da experiência com a dieta de desintoxicação com sucesso, acredito. Segui o cardápio direitinho e não recorri a torradas na sexta e hoje, para acompanhar a salada da noite, nem às frutas secas ontem, no dia de sucos desintoxicantes.

Hoje fiz algumas mudanças. Tomei pela manhã suco de uva integral orgânico e só a tarde o suco verde. Também acrescentei no almoço um pouco de berinjela refogada com molho de tomate e queijo vegetal na salada da noite. Nem sei se podia… hehehe. Mas não consumi açúcar, sal, glúten, leite e derivados durante os três dias. \o/

Me senti bem e disposta nestes três dias, mas só irei sentir realmente os efeitos da dieta quando eu fizer a desintoxicação mais profunda. Teve momentos em que eu fiquei sonhando com as coisas que foram cortadas do meu cardápio rotineiro, mas acho que consigo levar uma dieta assim por mais tempo de forma relativamente tranquila.

Quanto aos efeitos colaterais, hoje eu dormi a tarde quase inteira e fiquei com dor de cabeça depois, mas não sei se isso tem ligação com a dieta. Também me senti um pouco enjoada. Na verdade, esse mal-estar é até esperado num processo de desintoxicação, pois as toxinas estão sendo liberadas do organismo. Mas nem sei também se isso teve realmente a ver com a dieta, pois, como só estava fazendo há três dias, era mais experiência que desintoxicação mesmo.

No fim das contas, deu vontade de continuar tomando sucos desintoxicantes diariamente no café-da-manhã e de fazer também a desintoxicação mais profunda com acompanhamento da minha nutricionista. Só não sei exatamente quando vai ser isso. Mas com certeza, quando eu fizer, contarei aqui essa outra experiência.

Leia também:
Dieta de desintoxicação – primeiro dia
Dieta de desintoxicação – segundo dia
Desintoxicando o corpo através da alimentação

Dieta de desintoxicação – segundo dia

Sábado. Quase 9 da noite e até agora eu bebi cinco sucos desintoxicantes e água. Não comi nada. O segundo dia testando a dieta de desintoxicação foi bem sucedido, tudo indica. E, mesmo bebendo só sucos, tive ânimo e energia para dar uma pedalada e ajudar na horta do meu cunhado.

Hoje foram três copos de suco verde, um copo de suco de uva integral orgânico e um copo de suco de abacaxi, broto e hortelã (super gostoso, por sinal). Senti fome sim, mas isso porque “almocei” e “jantei” um pouco tarde. Nas duas ocasiões, depois de um copo de suco verde (que, apesar de líquido, é muito substancial) já me senti saciada.

Confesso que fiquei com vontade de mastigar, mas, mesmo sendo possível recorrer a frutas secas, me mantive só com os sucos. Acho que isso aconteceu por ser a minha primeira experiência com a dieta. Na verdade, eu não precisei de fato mastigar alguma coisa em nenhum momento. O cérebro é que deve ter sentido falta, hehehe, não o meu corpo. Nessas horas, mandei um recado pra cabeça: “é só hoje, amanhã a gente mastiga”, hehehe.

É que é um saciar a fome diferente. Como o alimento é mais leve, não dá aquela satisfação que você costuma ter depois do almoço. Por outro lado, é visível que a digestão fica bem mais fácil. Assim como não dá sensação de satisfação após almoço, também não dá aquela moleza típica das 13h.

Esse efeito positivo foi uma coisa que eu senti ontem de manhã já, no primeiro dia da dieta. O teste está me deixando satisfeita, e eis que surge uma vontade de fazer a desintoxicação mais profunda.

Vamos ver como as coisas acontecem amanhã, terceiro e último dia da dieta de desintoxicação.

Leia também:
Dieta de desintoxicação – primeiro dia
Dieta de desintoxicação – terceiro dia
Desintoxicando o corpo através da alimentação

Dieta de desintoxicação – primeiro dia

No final de janeiro, fui assistir a uma palestra da nutricionista Natália Chede sobre dieta de desintoxicação na Casa Máy, sobre a qual comentei em um post. Lá ela propôs a nós participantes que fizéssemos uma experiência de três dias antes de fazer uma desintoxicação mais profunda, e cá estou testando a dieta. Comecei hoje, uma sexta-feira como sugerido, para facilitar as coisas, pois amanhã minhas refeições serão apenas sucos desintoxicantes.

A dieta desintoxicante não tem carne (tudo bem, eu sou vegetariana), nem ovos (ok também), nem leite e derivados (começa a complicar, mas vai). E eu estou fazendo sem comer nada de glúten e de açúcar, e usando o mínimo de sal. Ainda assim, posso dizer que hoje foi bem tranquilo.


Eu confesso que tava preocupada com o suco verde, que eu nunca tinha feito nem tomado, mas até que achei relativamente simples de fazer e saboroso. Fui seguindo a receita da Morada Terra Viva, mas na hora que terminei de coar percebi que tinha esquecido de colocar alface. Ops!

Suco verde: aprovado :)

A receita é a seguinte:

Receita para 2 copos
Ingredientes:
1 pepino;
2 maçãs grandes com casca sem semente;
1 cenoura grande;
2 folhas de couve;
5 folhas de chicória;
5 folhas de alface;
3 ramos de hortelã;
3 ramos de salsa;
1 pedaço pequeno de gengibre;
4 colheres de sementes germinadas (linhaça, trigo em grão, semente de girassol).
Modo de fazer:
Para germinar as sementes: pela manhã, lave-as em uma peneira com água corrente, em seguida coloque-as de molho em água filtrada por aproximadamente 8 horas. Escorra e lave novamente em água corrente, deixando-as na peneira por mais 8 horas para germinar, cobrindo com o Coador de Pano Morada Terra Viva. Colocar no liquidificador primeiro o pepino e em seguida as maçãs, ambos cortados em pedaços pequenos. Com o auxílio da cenoura, que servirá como pilão, bater até que se obtenha uma consistência homogênea. Logo em seguida colocar as folhas picadas e bater novamente na velocidade máxima. Adicionar 1 pedaço pequeno de gengibre e 4 colheres de semente germinada e bater novamente. Finalmente coar, com o Coador de Pano Morada Terra Viva o seu suco em uma vasilha média.
Tomei o suco apenas pela manhã e, à tarde no trabalho, levei suco de uva integral orgânico para beber, pois ele também é desintoxicante. Hoje consegui seguir o cardápio sugerido todinho, composto, além dos sucos, de frutas, farinhas de aveia e de linhaça, arroz integral, feijão, grão de bico, legumes e salada, muita salada. 

Acho que, por enquanto, o maior trabalho foi na hora de listar e comprar todos os ingredientes necessários para fazer a dieta. Mas, mesmo dando preferência a orgânicos, nem foi tão difícil assim esta parte. O fato de estarmos acostumados a fazer nossas refeições em casa usando o mínimo de produtos industrializados também facilitou, afinal temos uma certa experiência com a logística do negócio.

Como eu já estou acostumada a comer pouco, também nem fiquei com muita fome. Neste aspecto, talvez o maior desafio seja amanhã, apenas com os sucos desintoxicantes. Bom, depois eu conto como foi a experiência.

Leia também:
Dieta de desintoxicação – segundo dia
Dieta de desintoxicação – terceiro dia
Desintoxicando o corpo através da alimentação

Desintoxicando o corpo através da alimentação

Sabia que, mesmo que você se alimente de forma super saudável, seu corpo produz toxinas que podem estar ligadas ao surgimento de vários tipos de doenças? Pois é! Ontem, assistindo (em companhia da minha sogra) à palestra Dieta de Desintoxicação de 3 dias no Verão da nutricionista Natália Chede, fiquei sabendo de algumas coisas interessantes, que resolvi compartilhar aqui no blog.

Antes de tudo, assim como a nutricionista ressaltou, é importante não ficar paranoico. As toxinas estão aí e, no nosso corpo, podem ser resultado não só da alimentação, mas de hábitos pouco saudáveis (estresse, ingestão de álcool, sendetarismo etc), de pensamentos e sentimentos que temos e também do ar que respiramos e da água que bebemos. Ou seja, por mais que você tente, você não controla a produção de toxinas em seu corpo. Dá para reduzir, mas não dá para evitá-las. Uma saída é, além de manter hábitos saudáveis, ter momentos de desintoxicação alimentar.

Uma ressalva: você deve procurar manter hábitos saudáveis como regra, e, como toda regra, isso comporta exceções. Ter uma vida social e se divertir também podem ser desintoxicantes, afinal emoções e pensamentos são importantes neste processo. Por outro lado, levar uma vida extremamente rígida pode ser estressante, e isso não ajuda. Tanto de um lado como de outro, o ideal é manter sempre o equilíbrio.

A desintoxicação através da alimentação leva em consideração três aspectos importantes: o que estamos comendo, como estamos comendo e se estamos eliminando satisfatoriamente o que ingerimos.

Quanto ao que estamos comendo, a dieta privilegia alimentos desintoxicantes, como sementes e grãos germinados, brotos, frutas e hortaliças (de preferência orgânicas), cereais integrais, leguminosas e oleaginosas (desde que novas ou hidratadas). Também não podemos nos esquecer de beber cerca de dois litros de água diariamente.

Sobre como estamos comendo, as dicas são mastigar bem os alimentos e comer com calma. Fazer refeições em uma atmosfera (ambiente, clima, momento) de energias boas e vibração positiva não é simples conversê riponga. Além disso, excesso deve ser evitado, pois o que é extra para o organismo atrapalha a digestão e transforma-se em mais toxinas para o corpo.

Por fim, é importante verificar se estamos eliminando satisfatoriamente o que ingerimos. O ideal é defecar ao menos uma vez ao dia. Os intestinos são órgãos de desintoxicação essenciais, e, se seu funcionamento não está normal (nem uma leve prisão de ventre deve ser deixada de lado), definitivamente alguma coisa está errada.

Na alimentação desintoxicante, o suco verde (ou suco de clorofila) é item básico do cardápio. Seus benefícios são: estimulação da síntese de hemoglobina, purificação do sangue, carregando os produtos tóxicos para fora da circulação e ativando os glóbulos brancos, combate ao envelhecimento precoce e fornecimento de vitaminas e minerais importantes na dieta da mulher grávida ou lactante.

Recebi na palestra de ontem um cardápio para testar a dieta desintoxicante por três dias. É apenas um teste, pois a desintoxicação acontece mesmo com dietas de uma a duas semanas, que devem ser acompanhadas por nutricionista. Estou me preparando para fazer, em fevereiro, esses três dias de alimentação desintoxicante e então conto aqui como foi a experiência.

Leia também:
Dieta de desintoxicação – primeiro dia
Dieta de desintoxicação – segundo dia
Dieta de desintoxicação – terceiro dia